Glômus

O glômus do osso temporal é a neoplasia mais frequente após o neurinoma do acústico. Os tumores glômicos são divididos em 2 amplas categorias com base no seu local de origem, glomus timpânico e glomus jugular. O glomus timpânico mais frequentemente se manifesta como zumbido pulsátil de inicio insidioso com uma perda auditiva do tipo condutiva, porém pode ser também um achado incidental durante um exame físico de rotina.

O glômus jugular origina do domo do bulbo da jugular e frequentemente aparece mais tardiamente após um crescimento razoável e destruição óssea. Pode causar disfunção dos nervos cranianos que passam na região do bulbo da jugular (nervos cranianos 9o, 10o, 11o e 12o), paresia do nervo facial se extensão até a mastóide ou perda auditiva neurossensorial causado pela erosão óssea do labirinto.

A cirurgia do glômus é de alta complexidade e demorada. Nem todos os casos são cirúrgicos. Quando indicada , após minuciosa avaliação, os resultados em geral são excelentes.